Governo realiza leilão de áreas portuárias e arrecada R$ 148,5 milhões em outorga

“Cada concessão realizada pelo governo representa menos custos para o Estado, mais investimentos no país e maior geração de emprego e renda”, comemorou o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. “É um novo Brasil, melhor e maior, nascendo sob o comando do presidente Jair Bolsonaro”, acrescentou.

Governo realiza leilão de áreas portuárias e arrecada R$ 148,5 milhões em outorga

O governo federal realizou nesta terça-feira (13), o leilão de três áreas portuárias, arrecadando R$ 148,5 milhões em outorga, além da previsão de R$ 420 milhões em investimento ao longo do período de concessão.
“Cada concessão realizada pelo governo representa menos custos para o Estado, mais investimentos no país e maior geração de emprego e renda”, comemorou o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. “É um novo Brasil, melhor e maior, nascendo sob o comando do presidente Jair Bolsonaro”, acrescentou.
A Secretaria Especial do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI/Casa Civil), Martha Sieller, destacou o interesse dos investidores no leilão. “Saímos muito satisfeitos! O valor arrecadado demonstra o apetite pelo setor, a concorrência pelos terminais e a retomado da confiança dos investidores na economia brasileira”, enfatizou.
Foram leiloadas duas áreas no Porto Santos (SP), e uma área no Porto de Paranaguá (PR). Os terminais em Santos são destinadas à movimentação de graneis líquidos combustíveis (STS13A), e fertilizantes e sal (STS20). No Porto de Paranaguá, a área que será arrendada é destinada à movimentação de carga geral, especialmente papel e celulose.