Conectar
Agradeço à todos. Mas o mérito da nova rede é de todos vocês. Vamos que vamos. Em breve vou colocar lá o fórum para a gente poder conversar sobre bugs, sugestões etc. Muitas novidades ainda por vir. Vocês não perdem por esperar.

Só lembrando que estamos na fase mais chata, que é a de testes. Mas a coisa lá está bombando. Bom sinal.
cristina: Talkey!
cristina: Mas o Direita Sem Censura vai sair do ar?
dkfurious: Por enquanto não. Tudo vai depender de como as coisas caminham. Tem gente que vai preferir ficar por aqui. Veja que o nosso antigo fórum continua lá para quem quiser usar.
Convido os amigos para conhecerem a nova versão da nossa rede social. Novo formato e muitas novidades.

https://talkeybook.com/irwin
dkfurious: Lembrando que mesmo se tiver o bug meu prezado Gab, depois você pode apagar as fotos que não ficaram boas clicando no "x" do lado direito na parte de cima. O fórum da nova rede vai servir pra gente ver essas coisas todas.
cristina: DK, desculpe, mas não consegui fazer loguin no novo chat. Me ajuda aí! Rssss
Jucemar: Poxa estive e estou as veses fora dos assuntos pois tenho problemas em casa com tantos exames etc, muito bom essa do talkeybook.com, vou compartilhar ao máximo que puder!
2018now: Tava na cara! Usou codinome pavão pra não usar viado! Vagabundo!
Mauricio: Dois dias em ver as notícias! Aí cai o Levy porque nao obedeceu ao chefe e tava muuuuiito devagar, descobrem a trama da invasão dos telefones dos procuradores e do Moro. Como diz os "malas" "tá cabuloso", e a vampirona do stf "tempos estranhos". Semana promete.
2018now: Depois que entendi que o pavão era nosso... Mas seria bom trocar esse nome para "onça-selva"!
O governo proibir o porte de armas é, acima de tudo, um problema de ordem moral

Ao proibir um meio de auto-defesa sem garantir segurança, o governo viola o nosso direito à vida

"Embora haja numerosas estatísticas comprovando que armas são extremamente efetivas em produzir resultados exitosos quando usadas em uma situação de defesa própria, a questão empírica ainda é o de menos. A questão ética e moral se sobrepõe. E seria assim ainda que as estatísticas mostrassem o contrário.

A questão é que há um robusto argumento moral em prol de permitir cidadãos cumpridores da lei portarem armas: afinal, nosso direito à vida (mais especificamente, o direito de não termos nossa vida ameaçada ou mesmo retirada de nós) é indelével e é válido onde quer que estejamos. Sendo assim, o direito de defendermos nossa integridade física e nossas posses deve nos acompanhar sempre e em qualquer lugar. Seja em casa, seja na rua, seja no campo. Ele não pode ser suprimido, a depender do local em que estejamos.

Se o governo suprime esse direito e nos diz que não podemos portar armas em determinadas localidades (como nas ruas de uma cidade e em seus estabelecimentos comerciais, ou mesmo em nossas propriedades urbanas ou rurais), então ele tem de assumir a responsabilidade especial de compensar por esse déficit de auto-proteção que ele criou. Ele tem, em outras palavras, de fornecer alguma alternativa que efetue a mesma função que minha arma de fogo efetuaria caso eu pudesse portá-la."

https://mises.org.br/Article.aspx?id=2935
2018now: Bem agora que eu estava me acostumando com a idéia...
Não custa lembrar: lula é réu em 10 ações ! Hora de parar de dar ouvidos ao que esse canalha fala e enviá-lo para cumprir pena em presídio, como qualquer outro criminoso.
2018now: Se formos nos manifestar no dia 30, poderíamos pedir que façam logo a condenação do sítio!
Leio por aí notícias que manifestantes e partidos reclamaram da ação das polícias na frustada e tragicomica tentativa de greve geral.

Protestar não é crime, é um direito assegurado pela Constituição, um dos mecanismos validos no sistema democrático.

Porém há um limite para os atos. Um crime comum em manifestações ilegais é atear fogo intencionalmente na via pública prejudicando o tráfego, transformando o protesto em um transtorno, levando esse ato para a classificação de" crime de dano qualificado pelo uso de substância inflamável e contra o patrimônio público".

Art. 163 do Código Penal:
Destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia:
Pena - detenção, de um a seis meses, ou multa.
Dano qualificado
Parágrafo único - Se o crime é cometido:
I - com violência à pessoa ou grave ameaça;
II - com emprego de substância inflamável ou explosiva, se o fato não constitui crime mais grave
III - contra o patrimônio da União, de Estado, do Distrito Federal, de Município ou de autarquia, fundação pública, empresa pública, sociedade de economia mista ou empresa concessionária de serviços públicos; (Redação dada pela Lei nº 13.531, de 2017)
IV - por motivo egoístico ou com prejuízo considerável para a vítima:
Pena - detenção, de seis meses a três anos, e multa, além da pena correspondente à violência.

Não se negocia com criminosos. Basta aplicar a lei.
Jucemar: Obedecer a lei aqui no Brasil infelizmente ainda é folclore, se não eles colocariam o molusco numa cela de verdade, e a quadrilhada Ptista que estão incomodando as pessoas de várias cidades com esse "enorme protesto" deles, seriam já presos como bem vc ponderou aqui no post, mas aqui é Brasil a terra do faz de conta, só quando limparem mais aquele plenário e STF, que poderemos ver as leis serem cumpridas de fato, até que chegue esse dia, melhor esperarmos sentados !
2018now: Ridículo, tinham que comer cana!
Jucemar: Esse demente é mais louco que o Chico Pinheiro do "Jornal" Bom Dia Brasil, e infelismente para liberar aquele traste inútil, não vai demorar muito pois já absolveram esse rato do Adélio, já esse Paulo Henrique que seja um dia deportado para a Venezuela, porque quem gosta de monstros deve de fato viver na terra governada por monstros comunistas (pois não há pior monstro do que alguém de alma comuna)! E quanto ele "prever" a morte de Bolsonaro, é bom que ele (Paulo Henrique) saiba que ,quem é escolhido por Deus, jamais fica desprotegido, já quem está distante do criador (no caso ali do falastrão) não pode reclamar quando a maldição cair sobre ele próprio, aliás já está caindo!
2018now: Vi como demência também... A pessoa demente deixa transparecer seu cerne, no caso canalha!
Jucemar: O Paulo Henrique tem de ir para um asilo de esquerdistas lá na Venezuela, com isso ele vai colher os frutos do qual sempre plantou!
2018now: Depois que premiaram Pablo Vitar como a mulher mais sexy de 2018...
Tenho uma bronca imensa de gente que inventa pautas para se fazer de útil ou defender sua ideologia geralmente nefasta. Obvio que falo do socialismo "moderno" em suas várias formas.

Qualquer pessoa de bem repudia morte ou perseguição de inocentes. Sejam eles maioria ou minoria. Não entra na minha cabeça a discriminação evidente que essa gente faz.

Ser maioria não me faz pior ou melhor do que ninguém. Isso só pode ser para parecer ser "bonzinho" e "preocupado" para angariar simpatia de grupos que não conseguem viver em sociedade e reclamam "direitos" exclusivos em detrimento da maioria ou estão a faturar algum com essa discórdia manipulada.

A formação dessa gente - como os ministros do stf e da atual pgr - foi deturpada e eles não percebem ou acham muito bom fingirem sua "nobreza de espírito" apoiando pautas irrelevantes e que nunca foram realmente objeto ou alvo da dita maioria. Canalhas não fazem mea-culpa.

Essa bobajada inventada de perseguições terríveis a minorias não existe. Foi inventada para dar prosseguimento à uma agenda socialista globalista e precisa ser combatida sempre.

De minha parte não terão sossego. Vão ser sempre confrontados. O tempo de tentar implantar o socialismo no Brasil já passou. Ou é a Independencia e a Liberdade, ou a Morte. O Brasil é para os brasileiros de verdade, não para uma corja que se apoderou das instituições.
cristina: Excelente!
Jucemar: Verdade DK, a comunada induziu a suposta perseguição as minorias para depois apresentar a "solução" como estão fazendo agora com a tal lei anti homofobia, e demais aberrações que certamente vão partir daquele STF do djaboo.
2018now: Bolsonaro está certíssimo, não contratarei mais gay por medo de processo... E olha que não tinha homofobia antes, agora tenho!