Conectar
Calma, pessoal. Quando se divulga só uma parte da pesquisa o objetivo é claramente enganar os eleitores. A verdade está na imagem abaixo. Não tem "virada" nenhuma.
dkfurious: Comentário oportuno de um leitor da matéria acima: "Ninguém entendeu o que é Capital e Periferia na qual o Ibope separou, e nem porque isso dá METADE da amostra. Significa que metade do estado mora na capital? Ou na Região Metropolitana? E se somar as duas dá 54% a 46%."
dkfurious: Na verdade se somar capital e periferia, dá Bolsonaro 56% x 44% Poste
"O atual candidato, dito “o Poste”, tem em seu currículo, além de alguns livros de cunho esquerdista sobre socialismo, marxismo, regime soviético e teoria da linguagem, uma gestão desastrosa no Ministério da Educação, marcada pelo aparelhamento de sua burocracia e das universidades federais. Poucos titulares do MEC dispuseram de tanto tempo no comando da pasta. Foram sete longos anos! E o que aconteceu com a educação brasileira é de conhecimento geral. Os subsequentes quatro anos de Haddad como prefeito de São Paulo lhe conferiram troféus de demérito, entre eles o de péssimo prefeito, certificado pelo abandono do eleitorado na tentativa de reeleição.

Devo à presidente Dilma a melhor lembrança que guardo da passagem de Haddad pelo Ministério de Educação. Foi quando ela mandou o órgão arquivar o projeto do kit gay, inteiramente desenvolvido na gestão do ministro petista. A tarefa de comandá-lo foi atribuída à sua Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade do MEC (creia, isso ainda existe!).

Com recursos do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação e uma faina produtiva que se prolongou durante quatro anos, ao custo de R$ 1,9 milhão, foram elaboradas as peças que integravam o kit. Quando chegaram ao conhecimento público (há um vídeo explicativo aqui), constatou-se que seu intuito era fazer nas salas de aula o que as novelas da Globo introduzem, diariamente, em tantos lares brasileiros: promoção do homossexualismo. Isso, claro, nada tem a ver com a necessária prevenção da discriminação.

https://www.gazetadopovo.com.br/rodrigo-constantino/artigos/haddad-e-o-kit-gay/